ComportArte BLOG

Informações e novidades para você.

Transtornos de Ansiedade - Parte 1

Transtornos de Ansiedade - Parte 1

Você sabe o que são transtornos de ansiedade? Se não sabe, ok. A maioria das pessoas conhece alguém com um transtorno deste tipo, mas não sabe do que se trata..

Para entender melhor o que ocorre nesses casos, é importante saber a diferença entre ansiedade e medo. No medo, o perigo está presente e as nossas reações físicas ocorrem para nos preparar para fugir ou lutar. Na ansiedade, o sofrimento se dá pela expectativa; a ameaça não está presente, é apenas temida e as nossas reações são de tensão, evitação ou cuidado, na tentativa de impedir que o risco se torne real.

Quando medo e ansiedade se apresentam em desequilíbrio, pode ocorrer um dos transtornos de ansiedade, às vezes com muita limitação e comprometimento da vida de quem sofre com o transtorno e daqueles que estão ao seu redor. Apesar de sabermos que nestes casos há um comprometimento biológico, o contexto no qual a pessoa está inserida é essencial para protegê-la ou favorecer o desenvolvimento destes quadros, assim como acontece com outros transtornos psiquiátricos.

Quando estamos sofrendo com ansiedade ou medo patológicos, os sintomas mais comuns são palpitação (aumento da frequência cardíaca), dor de cabeça, alteração da função intestinal, dor de estômago, falta de ar, sensação de “bolo na garganta” e/ou “aperto no peito”, dores nos braços, turvação visual, tremores etc. Também pode haver comprometimento de funções como pensamento, atenção, concentração, memória, percepção, capacidade de estabelecer relações com outras pessoas etc.

Com isso, há distorções na percepção, captação e interpretação do mundo ao redor, favorecendo uma seleção inadequada de estímulos, o que predispõe à manutenção do quadro e consequente queda no desempenho funcional.

Como buscar o diagnóstico?

Para que um transtorno de ansiedade ou fóbico-ansioso esteja presente, são necessárias três características básicas:

• Medo ou ansiedade que pareça desproporcional a riscos ou ameaças reais;
• Intensidade e tempo de duração suficientes para que seja observado um quadro de estresse ou perda funcional; 
• Níveis anormais de desconforto e prejuízo, descritos ou observáveis.

Os principais transtornos de ansiedade e algumas de suas características, conforme o DSM-5 (classificação da Associação de Psiquiatria Americana, 2015), são:

• Fobias específicas: medo acentuado e desproporcional diante de eventos ou objetos específicos (como animais ou andar de avião);
• Transtorno de ansiedade social (fobia social), no qual os fortes sintomas ocorrem especificamente diante de eventos sociais, nos quais o indivíduo teme a avaliação negativa de outras pessoas; 
• Transtorno de pânico: ataques de pânico recorrentes e inesperados, com pensamentos catastróficos como medo de perda de controle, de enlouquecimento ou morte; 
• Agorafobia: medo intenso e evitação diante de situações como uso de transportes públicos, permanecer em espaços abertos, permanecer em locais fechados, sair de casa sozinho, permanecer entre multidões etc.;
• Transtorno de ansiedade generalizada: preocupação excessiva, persistente e difícil de controlar acerca de vários aspectos/fatos da vida. Pode haver também a presença de sintomas físicos semelhantes aos vistos nos demais transtornos de ansiedade.

Nesses transtornos, há um sofrimento evidente e, muitas vezes, a pessoa portadora dos sintomas reconhece o exagero e a falta de lógica dos seus temores, mas não consegue controlar suas reações, o que pode provocar grande desgaste em suas relações familiares, de trabalho ou sociais.

Se você sente algo assim ou conhece alguém que parece estar passando por isso, o melhor é procurar um psiquiatra que possa ajudá-lo a entender o que está acontecendo com o diagnóstico correto e, se necessário, iniciar o tratamento medicamentoso. Em parceria com o psiquiatra, o psicólogo poderá auxiliar no diagnóstico e no encaminhamento do caso, fornecendo informações detalhadas ao médico.

Texto escrito por:
• Anny Karinna P. M. Menezes - Médica Psiquiatra e Analista do Comportamento (CRM-SP 89012; RQE 29874)
• Dennys S. Oliveira - Psicólogo e Analista do Comportamento (CRP 06/120105).

 

 

 

 


Outras Postagens

© 2022 ComportArte. Todos os direitos reservados. Rua Cayowaá, 1071 • Sl 33/34 • São Paulo/SP • 11 3803-7633 • 11 96547-6546